Mostrando postagens com marcador orquidea doente. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador orquidea doente. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Ameaça Invisível - Parte I

Muitas vezes, uma planta pode estar com problemas sem que se tenha percebido qualquer alteração no ambiente. Em alguns casos basta oferecer as condições propícias para que ela seja infectada por um vírus.

Os vírus costumam ser um dos maiores inimigos dos que apreciam o cultivo de orquídeas isso porque, uma vez ocorrida a infecção, é quase impossível elimina-lá.

Diferente de fungos e bactérias os vírus são parasitas obrigatórios, pois não tem capacidade de sobrevivência fora da planta. Eles necessitam de células vivas para se multiplicarem; uma vez introduzidos na célula hospedeira eles enfraquecem a orquídea, e aproveitam-se do seu metabolismo e, por isso, podem levá-la a morte.

Sua transmissão pode se dar por meio de instrumentos contaminados*, por meio de ferimentos e podem também ser transmitidos por vetores como afídeos, tripes e cigarrinhas.

Não basta olhar o aspecto da planta para ter certeza de que se trata de uma contaminação por vírus, uma analise laboratorial é necessária para que seja identificado o vírus para que seu combate seja eficaz.

Segundo o Instituto Biológico, é praticamente impossível fazer um diagnóstico apenas visual. "Sintomas que poderiam ser atribuídos a vírus podem estar associados a outros fatores. No gênero Cymbidium, foi observado que as plantas infectadas com ORSV apresentavam um amarelamento generalizado nas folhas, semelhante a deficiência de nitrogênio (pela adubação). Já em Phalaenopsis, as plantas infectadas com o mesmo vírus exibiam um avermelhamento do limbo foliar, facilmente confundido com a pigmentação normal das folhas", relata.

A função dessa postagem é te ajudar a identificar alguns sinais característicos, que servirão como alerta. Na dúvida isole a planta, para evitar a disseminação. Se a planta estiver muito deteriorada, deve ser incinerada.


*instrumentos contaminados- sempre que for manipular sua orquídeas utilize luvas e ferramentas esterilizadas com fogo. E a cada corte que fizer, esterilize novamente o material que esta utilizando.
Créditos a revista Como Cultivar Orquídeas (ed. 07)